• A mudança de comportamento em geral gera estranhamento.

    Por vezes essa mudança é sazonal, mas em outras circunstancias, definitiva.

    Mudanças ocorrem em relação a pensamentos, a atitudes e a olhares. No fundo as tres coisas estão interligadas.

    A gente sempre muda...e sempre há o que ser mudado...

    O pessoal do magistério deve lembrar de um professor de educação artística que tinhamos no Loreiro (não lembro o nome dele...acho que era Jessé) mas ele sempre dizia que nós precisavamos ser lapidadas...confesso que na época apesar do conceito soar de uma forma positiva, eu não permitia tanto a lapidação...embora não negue que ela parcialmente tenha ocorrido.

    Naquela época ele verbalizou esse conceito...mas curioso como existem pessoas (ou artistas) que exercem a mesma funçao. Por vezes as mudanças são tão gradativas e homeopáticas que nem se percebe a mudança do antes para o depois. Mas em outras situações é possível ver o trabalho do artísta movendo cada imperfeição em prol do bem final. E ai, a pergunta: o que o move? Não consigo pensar que seja um egoísmo para depois dizer: é o que é porque passou por mim. Penso que o que é bem feito, o é por amor. Mas ai tem o outro lado, o objeto de lapidação tem que se permitir. caso contrário, a lapidação não se dá por completo.

    Permitir-se envolve primeiro confiança. É necessário crer que o criador quer o melhor para a criatura.

    E ai, olhando o processo, vejo mais coisas: a criatura também ama o criador. Por isso ela permite-se. E esse amor tem entrega e somatória. Amar é reconhecer que o outro quer o seu bem. Permitir-se lapidar é completar. Amar é reconhecer que o outro está ali para te dar o que em vc não existe. É o eu e o tu se transformar em nós. No final das contas, o que importou mais? O processo ou o resultado?

    Não sei.

    Só sei que outro amor assim não existirá.

    Sei que o momento atual será pra sempre...e o pra sempre, contrariando a cançao, nem sempre acaba.

    Uma obra sempre é eternizada e não se separa dela o artista. É como um jardim em frente a uma bela casa. A casa é bela por causa do jardim ou o jardim é belo por causa da casa? As flores falam por si e desse modo podem levar vantagem, mas é fato que o jardim não seria tão belo não houvesse a imponecia da casa e tampouco a casa seria tão bela sem o jardim. E sempre fica a memória do jardim da casa tal...

    A obra é assim...

    E a mudança também!

    Amor, o tempo todo eu tava falando de vc.Você é o meu artista. Você é quem me completa. Você é quem por amor só deseja o meu melhor. E assim, não existira outra pessoa. O meu amor pra sempre é vc. Eu não sei o que o tempo vai fazer com a gente, mas saiba de uma coisa: vc foi eternizado. Você é pra sempre. E longe de qualquer exagero, eu tenho provas disso. Acredite, é você.

    Por isso, não importa o tempo de duração. Importa o processo. Eu sei que ele é único, especial e definitivo.

    Justamente por isso, eu não me canso de repetir o quanto eu te amo.

    Coisa linda...meu coração faz tuc tuc por vc o tempo todo. Você me dá vida, como um objeto inanimado que ganha movimentos...

    TE AMO DELÍCIA!!!


    votre commentaire
  • Oui...il faut retourner et raconter comment chaque lieu dans notre vie peut changer tout dans notre pensées...ma vie a changé...je ne suis plus la meme personne...et ça c'est super!!! Je suis joyeuse...et oui, je vais raconter tout...a plus
     


    votre commentaire

  •  parfois on parle en portugais, dans d'autres en français. Le temps et le lieu va décider!

     

     





    Suivre le flux RSS des articles de cette rubrique
    Suivre le flux RSS des commentaires de cette rubrique